Moradores da comunidade do Lixão fazem protesto contra operação policial em Caxias

RIO — Moradores da comunidade do Lixão fazem um protesto no Centro de Caxias, na Baixada Fluminense, contra uma operação policial que ocorreu no local, nesta quinta-feira, e terminou com um homem baleado. Os manifestantes chegaram a atear fogo em um ônibus, na Avenida Presidente Kennedy, próximo à quadra da escola de samba da Grande Rio. Policiais militares do 15º BPM (Duque de Caxias) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) estão no local.

Nas redes sociais, internautas relatam o clima tenso na região. Os comércios fecharam as portas antes do fim do expediente. Algumas pessoas também escreveram que houve arrastão na via.

Em nota, a Polícia Militar informou que a operação era para a retirada de barricadas nas localidades do Lixão e de Vila Ideal. Houve confronto e um homem, que não teve o nome divulgado, foi baleado. Ele foi levado para o Hospital de Saracuruna, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

Ainda de acordo com a PM, o policiamento foi reforçado, após o início da manifestação. Na Linha Vermelha, militares do Batalhão de Policiamento de Vias Expressas também estão auxiliam o patrulhamento, na altura da comunidade. O trânsito é intenso no local.

ver mais notícias