Vídeo do suposto ataque com arma química que deixou mais de 50 mortos na Síria

Gás tóxico teria matado por asfixia mais de 50 pessoas e dezenas tiveram problemas respiratórios.

Um gás tóxico teria sido liberado em um bombardeio aéreo” na província de Idlib, no norte da Síria, deixou mais de 50 mortos, entre eles nove crianças, e 200 feridos, nesta terça-feira (4). A Organização das Nações Unidas (ONU) investiga o ataque, que ocorreu em uma região já atingida por armas químicas em 2015.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirma que 58 morreram e cerca de 200 ficaram feridas. Já a União das Organizações de Cuidados Médicos diz que 100 morreram e 400 apresentaram problemas respiratórios.
De acordo com o OSDH, que não sabe que tipo de gás foi liberado, os civis morreram por asfixia em Khan Sheikhun.

Dezenas apresentaram problemas respiratórios, vômitos e desmaios. O ministro da Defesa russo negou ter feito o ataque. A oposição ao presidente Bashar al-Assad e a chefe da diplomacia europeia culparam o regime sírio pela ação.

مشاهد مروعة من مجزرة الكيماوي بغاز السارين التي ارتكبها نظام الاسد بمدينة #خان_شيخون بريف #إدلب راح ضحيتها أكثر من 100 شهيد و 400 مصاب غالبيتهم أطفال. #خان_شيخون_تختنق#ChemicalAssad#Idlib

Posted by Shehab News Agency on Tuesday, April 4, 2017

 

ver mais notícias