Travesti desempregado é assassinado após deixar currículo em unidade do SINE

A vítima morreu no local ao ser atingida nas costas e na cabeça.

O cabeleireiro Jefferson Cauã Holanda Pinheiro (29), que era travesti, foi deixar um currículo, quando foi atingido com vários disparos em uma unidade do Site Nacional de Empregos (SINE-IDT), nesta segunda-feira (8), no Centro de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza.

Os dois autores do crime chegaram em uma motocicleta e um deles desceu e entrou na unidade. Os dois invadiram o prédio e um deles atirou nas costas e na cabeça do jovem. Jefferson morreu no local. Por conta da quantidade de disparos, uma funcionária foi baleada de raspão. A vítima, que não foi identificada, foi socorrida e passa bem.

Jefferson foi deixar um currículo no SINE/IDT, pois estava desempregado e uma pessoa o procurou para informar sobre uma vaga.

A motivação do crime seria que ele tenha cometido um roubo contra um idoso na festa do município. Jefferson teria se aproximado da vítima e colocado algo na bebida do homem, roubando seus pertences em seguida. Mas outra hipótese diz que a vítima tenha sofrido uma ameaça há pouco tempo. Um boletim de ocorrência chegou a ser registrado por Jefferson, que dizia sofrer homofobia.

 

ver mais notícias