Vigilantes reivindicam salários atrasados em frente à sede da Polícia Federal

Manaus – Mais de 30 Funcionários da Empresa de Vigilância e Segurança da Amazônia (Visam) paralisaram atividades e se reuniram em frente à Superintendência da Polícia Federal (PF-AM), na manhã desta sexta-feira (26), para reivindicar o pagamento de salários atrasados.  Os funcionários trabalham em postos da PF no estado.

Segundo Edney Morais, Diretor do Sindicato dos Vigilantes de Manaus, 38 vigilantes, além dos três meses de salários atrasados, os trabalhadores protestam contra o cancelamento do plano de saúde, ferias que não foram pagas, atraso no recebimento de ticket-alimentação e vale transporte.

De acordo com Edney, a Visam ainda não pagou os funcionários porque a Polícia Federal ainda não repassou a verba à empresa de vigilância.

Os funcionários que paralisaram atividades atuam nos postos da PF no estado, que são a sede no bairro Dom Pedro, e os postos na Praia Dourada e no município de Tabatinga. Segundo eles, a paralisação desta sexta foi uma advertência e, caso não consigam negociar os salários atrasados, farão greve por tempo indeterminado.

 

ver mais notícias