Senadora Vanessa Grazziotin na lista do Lava-jato "INVESTIGADA"

Processo que corre no Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2011, em que o Ministério Público Eleitoral pede a cassação do diploma da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) por abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2010, é o único caso de parlamentar do Amazonas citado na lista que o site especializado na cobertura política “Congresso em Foco” divulgou nesta sexta-feira, dia 26, com os líderes de partidos ou de blocos respondendo a acusações criminais.

Neste dia 25, o STF autorizou a Procuradoria-Geral da República a dar prosseguimento às investigações por meio da Polícia Federal por mais 90 dias.

Diz o site que de cada três dos 48 deputados e senadores líderes, um é alvo de inquérito e ação penal que pode levar a condenação na mais alta corte da Justiça.

Vanessa está na lista com os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), os senadores Fernando Collor (PTB-AL), Humberto Costa (PT-PE), escolhido nesta semana para líder do Governo Dilma no lugar de Delcídio Amaral (PT-MS), e José Agripino (DEM-RN). Todos esses são investigados na operação Lava Jato.

A senadora Vanessa Grazziotin disse ao “Congresso em Foco” que “está muito tranquila”:

“Esta é uma denúncia motivada pela disputa política no Amazonas e não tem nenhuma relação com nossa atuação. Tenho muita confiança de que o STF deve encerrar este procedimento em breve. O inquérito referido é um pedido de investigação formulado acerca de um episódio envolvendo um candidato a deputado estadual nas eleições de 2010.”

O deputado, hoje ex, a quem se refere é o seu marido, Eron Bezerra, também citado no processo no STF.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Matéria do Portal BNC

ver mais notícias