Sabino Castelo Branco caçado por facções criminosas, pede ajuda ao MP e a PC

O deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB) procurou na noite deste domingo, dia 2, por volta das 22h, o 12. Distrito Integrado de Polícia de Manaus, no Parque das Laranjeiras, para registrar que está sendo caçado por bandidos do crime organizado do Estado.

O parlamentar referia-se a uma movimentação ocorrida horas antes numa igreja evangélica da rua Pará, no bairro Vieiralves, onde ele estava.

Segundo ele, primeiramente, surgiram duas pessoas em uma motocicleta. Uma delas foi até a igreja e perguntou se o pastor que estava pregando naquele momento era o Sabino e que, com a resposta negativa saíram do local, perguntando pelo deputado.

Ainda segundo o deputado, instantes depois um veículo Honda City, com vidros escuros, parou perto da igreja em movimentação suspeita.

Os fiéis, de acordo com Sabino, anotaram a placa do carro e, na delegacia de polícia, constatou que a placa usada por eles era clonada.

Atentado

Há cerca de um mês Sabino Castelo Branco registrou que bandidos entraram no sítio de sua propriedade, no Tarumã, e trocaram tiros seguranças deles.

Segundo o deputado, os bandidos destruíram a igreja que funciona no local e que é mantida por ele.

CPI do crime

O deputado considera a caçada que está sendo feita a ele uma retaliação do crime organizado do país à CPI do Crime Organizado, que propôs em fevereiro na Câmara dos Deputados.

Na ocasião ele fez um discurso em tom de desafio aos líderes das facções criminosas, Fernandinho Beira-Mar, Marcola e Zé Roberto da Compensa.

Com informações Portal BNC

ver mais notícias