Presidente do TRT diz que a corte pode parar em agosto por falta de verba

A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região, Maria das Graças Marinho, publicou artigo na edição de ontem do Jornal do Commercio afirmando que a partir de agosto a corte não terá mais recursos para manter o seu custeio – contratos com fornecedores, energia, manutenção etc. Por isso, os trabalhos devem ser paralisados, o que geraria enorme prejuízo para empresas e trabalhadores com litígios trabalhistas.maria-das-graças-marinhoEla explica que a verba necessária para o funcionamento da corte em 2016 seria de R$ 54 milhões, mas o Congresso aprovou apenas R$ 28,7 milhões no orçamento da União, pouco mais da metade do valor. Isso afetou diretamente o custeio e paralisou os investimentos – construção e reforma das unidades.

Segundo Marinho, foram tomadas várias medidas saneadores e de economia, resultando num corte de aproximadamente R$ 3 milhões, não suficiente para mater a corte funcionando no segundo semestre.

Na semana que se inicia os presidentes dos Tribunais Regionais do Trabalho estarão reunidos em Brasília para tentar uma solução, já que a situação se repete em todo país.artigo-trt

( Informações Blog do Hiel Levi)

ver mais notícias