Prefeitura disponibiliza versão online revisada do Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus

A Prefeitura de Manaus está disponibilizando para a população, na internet, a edição revisada do Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU) da cidade. O lançamento da edição acontece nesta quinta-feira, 23/3, às 9h, no Parque Municipal Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, no Japiim, como parte da programação das comemorações pelo Dia da Árvore na Amazônia. A idéia é permitir que as pessoas tenham acesso às informações sobre as diretrizes que regem a arborização urbana em Manaus e possam colocá-las em prática no seu dia a dia.

A cartilha traz normas, por exemplo, sobre o percentual permitido de espécies nativas e exóticas, ao padrão para abertura de covas, regras para plantio e transplante, requisitos para autorização de corte e poda, além dos cálculos de medidas compensatórias e espécies indesejáveis para a arborização. Os interessados podem baixar a cartilha no site www.semmas.manaus.am.gov.br, no link Formulários e Serviços. Doze cópias em CD serão distribuídas no local.

 

“Essa é uma forma tornar o tema arborização mais acessível à população e ajudar as pessoas a esclarecerem dúvidas que muitas das vezes elas só conseguem tirar quando procuram o órgão responsável”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, ressaltando que a visão do prefeito Arthur Virgílio Neto, que estabeleceu como meta de seu governo a ampliação da cobertura vegetal da cidade, levou à instituição do Programa Arboriza Manaus, que contemplando ações de paisagismo e educação ambiental, voltadas para a melhoria da qualidade ambiental da cidade de Manaus.

 

O processo de revisão do PDAU, conforme a Diretoria de Arborização e Paisagismo da Semmas, Rosemary Bianco, atendeu a uma necessidade de aperfeiçoamento do conjunto de diretrizes, normas e procedimentos referentes à arborização. “Aprendeu-se muito com os erros e acertos da primeira versão do PDAU, mas verificou-se que é possível contribuir muito mais, fazendo dele um instrumento dinâmico e cada vez mais próximo da nossa realidade a partir das experiências vivenciadas nos últimos quatro anos”, ressaltou.

 

Entre as novidades na edição revisada do Plano estão a regulamentação da doação de mudas; a garantia de proteção às espécies historicamente importantes para a região, consideradas a partir de agora, imunes ao corte; denominação de espécies indesejáveis na cidade, que constituem-se em invasoras que crescem desordenadamente e prejudicam a flora nativa; além de recomendações referentes à compensação ambiental, dentre outros.

 

O lançamento acontece durante a abertura do minicurso Noções Básicas de Produção de Mudas, que acontecerá na quinta e sextas-feiras, no Parque Lagoa, nos turnos da manhã e da tarde. Até esta terça-feira, 21, o minicurso já tinha 100 participantes inscritos.

 

Fotos: Arlesson Sicsú / Semmas

ver mais notícias