Prefeitura de Manaus e Secretaria de Segurança alinham medidas para combater violência aos ônibus do transporte coletivo

O prefeito em exercício Marcos Rotta e o secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Fontes, traçaram, na manhã desta sexta-feira, 24, estratégias de combate às ações de violência ocorridas contra os ônibus do sistema de transporte público da cidade, que resultaram, na noite desta quinta-feira, 23, no recolhimento dos veículos antes do horário determinado para as garagens. As ações visam garantir a circulação normal dos coletivos, sem prejuízos à população e aos funcionários do sistema. Durante a reunião, realizada na SSP, no Nova Cidade, zona Norte, Fontes garantiu reforço no emprego das forças policiais para evitar novos ataques à frota.

Conforme Rotta, assim que começaram os ataques aos ônibus, na noite da última quinta-feira, 23, a SSP-AM ofereceu ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) policiais para circularem dentro dos veículos, para evitar que o serviço não fosse paralisado. No entanto, o Sindicato recusou o apoio.

“Sei que essa decisão unilateral prejudicou centenas e centenas de pessoas, que ficaram entregues à própria sorte por um ato infeliz e irresponsável por parte do Sinetram. Vamos tomar todas as medidas cabíveis e necessárias e mostrar ao Sindicato que quem gerencia o sistema é a Prefeitura”, afirmou Rotta.

Segundo ele, a Prefeitura vai pedir que o Sinetram aceite, a partir, desta sexta-feira, a participação dos órgãos da segurança pública dentro das unidades do sistema do transporte público. O prefeito destacou que tudo isso tem como finalidade trazer de volta a paz e a harmonia ao sistema.

Para evitar novos atos de vandalismo, o secretário Sérgio Fontes garantiu a Rotta que a SSP vai reforçar o policiamento de policiais civis e militares pela cidade. Segundo o secretário, se preciso, será realizado o policiamento, inclusive, dentro dos ônibus como também operações mais pontuais nos terminais de integração e nos terminais de linhas.

“A nossa preocupação, agora, é a manutenção e a normalidade do sistema. Vamos empregar todos os meios da Secretaria de Segurança para garantir a circulação tranquila dos ônibus. Se for preciso, vamos colocar policiais dentro de ônibus. Se for preciso vamos fazer abordagens para garantir a segurança da população. Tudo o que fizermos, vamos manter a Prefeitura informada”, afirmou Fontes.

 

Fotos: Karla Vieira/Semcom

ver mais notícias