Prefeito de Autazes paga R$ 6 mil a retratista e recebe R$ 500 como 'doação de campanha'

O prefeito de Autazes, Andreson Adriano Oliveira Cavalcante, o “almofadinha de Autazes”, e o retratista Silas Laurentino Pinheiro da Silva – em Autazes ele se apresenta como Silas Laurentino Jr. – mantém uma relação de amizade estranhíssima, cheia de interrogação para os moldes republicanos de uma pequena cidade no interior do Amazonas.

A relação dos irmãos siameses é bem típica e tem tudo a ver com um velho e famoso jargão de um conhecido  proprietário de jornal de Manaus que diz mais ou menos assim: “pô, seo colega, me ajuda que eu te ajudo, também”.

Deu para entender? Não deu?

Ok! explica-se.

Silas Laurentino Jr. – nome falso -, que recentemente cancelou a página que mantinha no facebook, é um modesto fotógrafo, que vive em Autazes, com uma penca de dificuldades e, vez por outra, ressabiado com a justiça de Itacoatiara e de Manicoré.

Não tem bens – móveis ou imóveis. Seu único patrimônio é o seu equipamento de retratista – máquina fotográfica e outros acessórios.

Vive humildemente e, não raramente, precisa se esconder da justiça (ver documento) para não ser preso  por falta de pagamento de pensão alimentícia cobrada tanto em Itacoatiara quanto em Manicoré.

Mesmo assim, com todas as dificuldades enfrentadas, sem poupança e sem dinheiro no bolso, o retratista conseguiu, como pode ser comprovado (ver documento), doar R$ 500,00 para o então candidato Andreson Cavalcante.

O interessante é que, no mesmo dia da doação, ou seja, no dia  22 de agosto de 2016, o retratista recebeu de Andreson duas parcelas iguais de R$ 500,00. Agora deu para entender?

Andreson pagou para Silas R$ 1.000,00 e, de brinde, Silas doou para Andreson R$ 500,00. É claro que ninguém tem nada a ver com isso – nem o José Thomé, que perdeu as eleições para Andreson, tampouco o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que poderia ficar com até pulga atrás da orelha com esse toma lá da cá.

Mas que é estranho, hum, isso é.

E não é só. Para retribuir e mostrar gratidão ao irmão siamês, Andreson desembolsou para Silas – o Silas verdadeiro, dono do CPF 658.699.822.00 -, no dia 22 de setembro de 2016, R$ 5 mil pelos serviços descritos tão somente como Mídia e Marketing.

Muito estranho esse tal serviço. Mídia? Marketing? Que mídia? Que marketing? Alguém pode definir? Quem sabe o TRE? Ou MP?

Quem, afinal?

Resumindo: Andreson “pagou” R$ 6 mil reais para o Silas verdadeiro e recebeu à título de doação de campanha R$ 500,00.

Fonte http://www.fatoamazonico.com/site/noticia/prefeito-de-autazes-paga-r$-6-mil-a-retratista-e-recebe-r$-500-como–doacao-de-campanha-/

 

ver mais notícias