Planos emergenciais de Braga e Marcelo incluem zerar filas de cirurgias em até 120 dias

 

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, Eduardo Braga e Marcelo Ramos, candidatos a governador e vice-governador, respectivamente, mostram que reuniram-se com profissionais de saúde e contaram alguns de seus planos para a área, no estado do Amazonas.

O ex-secretário de saúde, Aguinaldo Costa, mostrou foco na redistribuição de medicamentos, que foi considerada desmontada na atual estrutura, e que é necessário que a aquisição dos remédios pela população seja feita de forma eficiente, sem nenhum desvio.

Marcelo Ramos, por sua vez, especificou a situação dos aparelhos para detectar câncer de mama, os chamados mamógrafos, que permanecem encaixotados depois de tanto tempo. “Tem gente recebendo dinheiro do Governo do Estado sem fazer os exames que a população tanto necessita. Isso coloca o Amazonas nos maus caminhos da saúde pública”, disse.

Braga afirmou que é possível sim acabar com as filas de cirurgias em até 120 dias, e que se as redes públicas não forem suficientes para isso, não hesitará em negociar com a rede privada.

O candidato a governador também afirmou que os CAICS e CAIMS precisam ser reestruturados, mas que as críticas feitas não são contra os servidores, e sim à falta de recursos para que esses servidores façam o seu trabalho da melhor forma possível.

 

ver mais notícias