Pauderney Avelino é obrigado devolver R$ 4,6 mi aos cofres Públicos, é mais um Político Amazonense a entrar para o índex da corrupção

O DEPUTADO PAUDERNEY AVELINO (DEM-AM) RECEBEU UMA DETERMINAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONAS (TCE-AM) A DEVOLVER R$ 4,6 MI AOS COFRES PÚBLICOS.

Nos últimos tempos, desde que assumiu a liderança do DEM, na Câmara dos Deputados, Pauderney Avelino se tornou um dos mais ferrenhos defensores do golpe contra Dilma.

A presidenta Dilma diz que os seus adversários não resistem a uma pesquisa no Google. O Pauderney é mais um a entrar para o índex da corrupção.

Pauderney terá que devolver R$ 4,6 mi por sobrepreço, diz TCE-AM

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou que o deputado federal Pauderney Avelino devolva R$ 4,6 milhões aos cofres públicos. A decisão foi tomada na quarta-feira (16). O político disse que irá  recorrer da decisão.

O valor seria referente a contratos de aluguel de prédios para funcionamento de escolas com sobrepreço, no período em que o deputado atuou como secretário de Educação de Manaus.

Uma representação enviada à Corte aponta diversas irregularidades, qualificadas como “graves infrações à norma legal”. Segundo o TCE, há ausência de regularização do imóvel junto ao Implurb, ausência de regularização do imóvel junto ao Corpo de Bombeiros Militar. O documento diz ainda que o processo licitatório de locação não foi realizado pela Secretaria Municipal de Administração (Semad), cuja competência é exclusiva para tal procedimento.

Na decisão, a conselheira Yara dos Santos se manifesta ainda pela aplicação da multa a outro ex-secretário e à coordenação Coordenadora da Comissão de Avaliação de Imóveis, por pagamentosde valores acima do valor médio de mercado.

Contéudo InfoGlobo

ver mais notícias