No Amazonas, MPF confirma denúncias de cobranças de propina por agentes públicos do Governo

Manaus– O Ministério Público Federal do Amazonas confirma que há denúncias de cobranças de propina por agentes públicos do Governo do Amazonas para liberar pagamentos de fornecedores.

O Procurador da República no Estado, Alexandre Jabur informou que os casos, porém, ainda estão sob investigação. “Já houve denúncias nesse sentido, tanto em relação ao Estado do Amazonas quanto em relação aos municípios. Todavia, sempre há a necessidade de apurar os fatos antes de serem tomadas medidas mais contundentes”.

Através das gravações telefônicas realizadas durante a Operação Maus Caminhos autorizadas pela Justiça, o MPF pode descobrir todas essas situações. Tudo indica que houve alteração da ordem cronológica de pagamento dos fornecedores, indicando que o relacionamento mantido entre agentes públicos e fornecedores pode apontar para ações de corrupção e favorecimentos indevidos.

De acordo com o procurador, “ninguém que presta um serviço ou entrega uma mercadoria gosta de ser preterido na hora do pagamento”. Essa questão do atraso de pagamento pode significar, segundo Alexandre Jabur, a prática de um crime ou de um ato de improbidade, “pois ao invés de pagar o primeiro da fila na ordem dos fornecedores, prefere-se pagar outro fornecedor que é mais próximos dos governantes de ocasião ou, o que é pior, aquele que se dispõe a pagar propina para receber com antecedência. Isso não pode ser mais admitido”.

ver mais notícias