Marcos Rotta traça metas para a gestão na Seminf

Em seu primeiro dia como secretário municipal de Infraestrutura, o vice-prefeito Marcos Rotta anunciou a firmação de parcerias públicas e privadas com o órgão e confirmou para às 10h da próxima segunda-feira, dia 29/5, uma audiência com o general do Exército, Geraldo Antônio Mioto. A proposta será alinhar acordos para garantir o uso de tecnologia e experiência em trabalhos de recuperação da malha viária da cidade.


Outra parceria implementada será com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Um laboratório para a análise da qualidade da camada asfáltica a ser distribuída para a pavimentação das vias está em construção nas dependências da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). A previsão é de que, até julho, o laboratório esteja em efetivo funcionamento.

“Sabemos do tamanho do nosso desafio e que precisamos avançar muito, por isso já estamos buscando parcerias para que possamos aliar forças e garantir melhorias no combate às mazelas da cidade. Na próxima semana, estarei ao lado do prefeito Arthur Neto buscando uma parceria com o Exército para que eles nos auxiliem nas ações viárias. Vamos criar uma força-tarefa e abrir uma verdadeira guerra contra os buracos”, destacou Rotta.
Outras parcerias serão viabilizadas com os governos do Estado e Federal, além da iniciativa privada, para garantir aportes financeiros e selar uma aliança institucional com a secretaria. “Vou sentar com o governador David Almeida e também vou aos ministérios em Brasília para garantir verba para nossas ações, assim como estamos em conversa com a iniciativa privada para articular um repasse em parceria com o Banco do Brasil, de aproximadamente R$ 100 milhões, que serão investidos na infraestrutura da capital”, ressaltou o secretário.


Mão de obra
Neste primeiro momento, a proposta será ampliar a mão de obra de servidores da Seminf, que atualmente conta com 400 trabalhadores atuando nos serviços de tapa-buraco. “Nossa estrutura atual é pequena para as demandas. Nossa ide​ia é, a partir de recursos adquiridos por meio de parcerias, abrir um processo licitatório para a contratação de empresas que nos auxiliem na execução dos serviços de infraestrutura, principalmente, de tapa-buraco. A meta é chegar a 1,5 mil trabalhadores nas ruas, pois sabemos que essa precariedade de serviços é antiga, pois muitos dos problemas a serem enfrentados são oriundos de manutenção precária dos últimos anos. Porém, não vamos fugir da nossa responsabilidade e daremos resposta à população”.

Atualmente, Manaus conta com 16 mil ruas que totalizam uma extensão de seis mil quilômetros. Nos primeiros quatro meses do ano, a Seminf já atendeu com manutenção mais de 2.175 vias em 53 bairros.

ver mais notícias