LIXO eleitoral será recolhido por candidato , diz novo Presidente do TRE- AM Yedo Simões

Começo o domingo “Subindo no Salto”  para o novo Preseidente do TRE do Amazonas, Desembargador Yedo Simões.

O novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, desembargador Yedo Simões, afirmou ao tomar posse esta semana que a responsabilidade de recolher o “lixo eleitoral” das ruas no estado será do candidato e não mais do TRE-Am. “A fiscalização das eleições na propaganda eleitoral será diferente dos outros anos”, afirmou o presidente que fica a frente da Justiça Eleitoral no biênio 2016/2018.

A cerimônia de posse foi realizada no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e contou com a presença de várias autoridades.Yedo Simões assumiu o lugar deixado pela desembargadora Socorro Guedes que ficou dois anos à frente da corte eleitoral.

O presidente que tomo posse tem 33 anos de carreira, atuou na comarca de Barcelos, Itacoatiara, Autazes e Maués. Na capital, foi juiz eleitoral e atuava como desembargador e corregedor geral da justiça.

Yedo disse que para dirigir a corte neste biênio formou uma equipe de trabalho de servidores experientes e comprometidos com a instituição e o serviço público. “Estou afinado também com as ações que serão implementadas pela Corregedoria e Vice Presidência sob a direção do meu estimado colega desembargador João de Jesus Abdalla Simões, experiente gestor, já tendo ocupado vários cargos de direção na Justiça Estadual, entre estes o de Presidente e Corregedor do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, e membro também deste Regional, onde pontificou por mais de quatro anos”, declarou.

Em seu discurso de posse o presidente disse que sabe que poderá contar com a colaboração do servidor em todo o período de sua gestão para que possa levar adiante as 13 metas que de acordo com Yedo Simões, representam o ingresso da Justiça Eleitoral do Amazonas em uma fase de grandes transformações positivas com alcance em todo o estado, mas afirmando que sua principal meta como presidente do TRE-AM será a eleição deste ano. Mesmo com a crise financeira, ele afirma que buscará recursos para atender as dificuldades de cada município.

 

 

 

 

ver mais notícias