José Melo gasta R$ 4,9 milhões verba de publicidade... e na SAÚDE decreta Estado de Emergência!!!

O governador do Amazonas, José Melo (PROS), decretou Estado de Emergência no Sistema Estadual de Saúde. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), desta quarta-feira (31), e também cria um ‘gabinete de crise’ para o setor, formado pelo chefe da Casa Civil, os secretários estaduais de Saúde, Fazenda e Administração e Gestão.

122717_697x437_crop_57c76c3060420

A pergunta que não quer calar: ” o dinheiro que o Governador usou para Publicidade e para advogados não poderiam salvar a saúde no Amazonas?” 

Veja Matéria do Portal Amazonas Atual : O Governo do Amazonas aumentou em 25% o volume de dinheiro a ser gasto com publicidade, este ano. Serão mais R$ 4,950 milhões acrescido no valor total de R$ 33 milhões com três agências de propaganda. O 10º Termo Aditivo ao Contrato nº 06/2011 justifica o dinheiro a mais como ‘acréscimo na demanda dos serviços de publicidade. Esse novo valor foi repassado à Kintaw Design e Publicidade Ltda., Mene e Portella Publicidade Ltda., e Tape Publicidade Ltda., conforme publicação no DOE (Diário Oficial do Estado) do dia 5 deste mês. O aumento ocorre em um momento que o governador José Melo (PROS) enfrenta processos de cassação do mandato. Em um deles foi cassado, mas manteve o cargo graças a recurso.

Gastos desnecessários no governo Não poderiam salvar a Saúde?

Veja outra matéria de gastos: Esposa de Melo gasta quase meio milhão por ano com quatro assessores

1980600313

De acordo com o blogueiro, Edilene, que não esconde sua incansável admiração por um holofote, consegue gerar para os cofres públicos do Estado, um rombo anual de quase meio milhão de reais, na contratação de sua “secretária particular”, SUELLEN CRISTIANE MARTINS SANTOS, lotada como Secretária Executiva, recebendo um salário mensal de R$11.700,00; sua “assessora de imprensa particular”, ROBERTA BINDÁ DA SILVA, lotada como Assessora Técnica, recebendo por mês um valor de R$7.000,00; seu “fotógrafo particular”, VITOR DE CARVALHO SOUZA, lotado como Assessor AD-1, abocanhando R$5.229,77 mensais; e seu colunista social preferido CARLOS PIRES DE AGUIAR, lotado como Assessor AD-1, recebendo um salário no valor de R$5.229,77.

Marcell diz e com toda razão que não precisa ser um expert no assunto para calcular o estrago mensal nos cofres públicos dos Amazonas, com a contratação deste quarteto exclusivo. Ele diz que basta somar o valor de cada integrante deste “chique” quarteto fantástico, que chegaremos a um resultado do gasto mensal no valor de R$29.158,54 (VINTE E NOVE MIL, CENTO E CINQÜENTA E OITO REAIS E CINQÜENTA E QUATRO CENTAVOS). Depois, basta multiplicar esse valor por 12, equivalente à quantidade de meses que temos durante um ano, que chegaremos a um total de R$349.914,48 (TREZENTOS E QUARENTA E NOVE MIL, NOVECENTOS E QUATORZE REAIS E QUARENTA E OITO CENTAVOS), uma verdadeira farra com o dinheiro público.

Foto de José MElo é de  Sandro Pereira 

ver mais notícias