Eleição suplementar do Amazonas será mesmo no dia 6 de agosto, confirma presidente do TRE

Manaus- O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Yedo Simões, confirmou, na manhã desta sexta-feira (7), que o calendário eleitoral das eleições suplementares para governador do Amazonas está mantido.

Desta forma, o primeiro turno ocorrerá no dia 6 de agosto deste ano, com a participação de nove candidatos. 

“Vamos manter o dia 6 de agosto a eleição. Houve entendimento com o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, o secretário dele, e chegamos a essa definição. As questões que surgirem serão resolvidas pelo plenário”, afirmou o desembargador Yedo Simões. “É menos traumático para nós não adiarmos a eleição, porque tem custos envolvidos e, assim, não haverá prejuízos”.

Na noite desta quinta-feira (6), o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello tornou sem efeito a decisão do ministro Ricardo Lewandowski que suspendeu a eleição suplementar para o governo do Amazonas, após a cassação dos mandatos do ex-governador José Melo (PROS) e do ex-vice-governador Henrique Oliveira (SD), restabelecendo o processo eleitoral no Estado, iniciado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). No último dia 28 de junho, Lewandowski havia decidido pela suspensão das eleições, sem alterar a cassação do ex-governador José Melo e do vice, Henrique Oliveira.

ver mais notícias