Eduardo Braga anunciará amanhã se deixará o Ministério de Minas e Energia.

Titular da pasta de Minas e Energia, o ministro Eduardo Braga (AM) critica o que considera “precipitação” do grupo do PMDB que prega o rompimento com o governo Dilma Rousseff. Para Braga, essa situação pode provocar um “impasse” dentro da legenda.

Eduardo Braga diz que só anuncia amanhã se deixará Ministério de Minas e Energia. Partido do ministro,  PMDB anunciou hoje rompimento com o governo Dilma Rousseff 

Hoje, o PMDB decidiu romper com o governo federal. A decisão foi divulgada em um documento de dez linhas e em uma reunião de cinco minutos. O partido determinou que os sete ministros e mais de 600 ocupantes de cargos no governo da presidente Dilma deixem os respectivos cargos imediatamente.

O ministro do Turismo, Henrique, Eduardo Alves, se antecipou e deixou o ministério ainda na segunda-feira, 28. 

Segundo o site do jornal O Globo, o ministro de  Minas e Energia, Eduardo Braga, o de Portos, Elder Barbalho, e o da Aviação Civil, Mauro Lopes, já disseram que vão sair, mas precisavam de um prazo.

Os da Saúde, Marcelo Castro, da Agricultura, Kátia Abreu, e da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, avisaram que permanecem com Dilma.

ver mais notícias