Bomba! Saiu a lista dos prefeitos eleitos que estão na mira da Justiça Eleitoral

Prefeitos campões de processos na Justiça Eleitoral, que responde a três ou mais ações

O TRE-AM divulgou a lista dos prefeitos eleitos que lideram o ranking dos que mais respondem a processos com pedidos de cassação são a prefeita de Japurá, Gracineide Lopes de Souza, que é ré em seis ações que contestam seu mandato.
Logo depois, aparecem o prefeito de Humaitá, Herivaneo Vieira de Oliveira (cinco ações), o prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto, e o prefeito de Manicoré, Manuel Sebastião Pimentel de Medeiros, que são alvo de pelo menos cinco processos de cassação, cada. Os prefeitos eleitos de 29 municípios do Amazonas, incluindo Manaus, estão na mira da Justiça Eleitoral, que recebeu pedidos de cassação do mandato deles com denúncias de irregularidades na campanha do ano passado. 

Veja a lista de prefeitos e processos de cassação

  Município Prefeito Aije Rced
1 Itacoatiara Antônio Peixoto 5  
2 Maués Júnior Leite 1  
3 Manacapuru Beto Dangelo 3  
4 Codajás Abraham Lincoln Dib Bastos 2  
5 Coari Adail Pinheiro 1  
6 Tefé Normando Bessa   1
7 Uarini Antonio Uchoa de Brito 2  
8 Canutama Otaniel Lyra Oliveira 3  
9 Manicoré Manuel Sebastião Pimentel de Medeiros 5  
10 Humaitá Herivaneo Vieira de Oliveira 5  
11 Amaturá Joaquim Francisco Corado    
12 Urucará Enrico Falabella 2  
13 Nova Olinda do Norte Adenilson Lima Reis 3 1
14 Tabatinga Saul Bemerguy   2
15 Manaus Arthur Virgílio Neto 2  
16 Atalaia do Norte Nonato do Nascimento Tenazor 2  
17 Guajará Ordean Gonzaga da Silva 1  
18 Envira Ivon Rates da Silva 3  
19 Santo Antônio do Içá Abraão Magalhães Lasmar 3  
20 Tonantins Lázaro de Souza Martins 1  
21 Japurá Gracineide Lopes de Souza 6  
22 Juruá José Maria Rodrigues da  Rocha Jr 3  
23 Presidente Figueiredo Romeiro Mendonça 1  
24 Rio Preto da Eva Anderson Souza 1  
25 Caapiranga Antônio Ferreira Lima   1
26 Itamarati Antônio Maia da Silva    

De acordo com a Seção Judiciária do TRE-AM, 23 prefeitos estão sob o risco de perda de mandato em função de Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) e 3 por serem alvo de Recurso Contra a Expedição de Diploma (Rced) e outros três respondem exclusivamente a pedidos de cassação por Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime). As Aijes, Rceds e Aimes são três instrumentos jurídicos usados como forma de controlar a influência do poder econômico ou do abuso de poder na votação dos candidatos. 

Como a eleição foi municipal, os processos são apresentados nos cartórios eleitorais de cada cidade e cabe ao juiz eleitoral do município a primeira sentença da denúncia, cabendo recurso ao TRE-AM e ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

ver mais notícias