Assessor de Imprensa da delegacia-Geral é acusado de assédio moral, assédio sexual, abuso de poder e falsidade ideológica

1Seis jornalistas – um homem e cinco mulheres – que trabalham na Assessoria de Imprensa da Delegacia-Geral da Polícia Civil do Amazonas registraram Boletim de Ocorrência (B.O.) na Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops) contra o chefe do setor, Wallace de Lima Peixoto.

Eles acusam Wallace, entre outras coisas, de assédio moral, assédio sexual, abuso de poder e falsidade ideológica.
 
De acordo com Adriano Silva e Silva, Ariana Clécia Pereira da Silva, Daniele Cavalcante de Brito, Dhannyd da Silva Quareama, Ingred Maeve Loureiro de Oliveira e Keity Vanusia Mourão da Silva, Walace os trata com gritos, ofensas e intimidação. Anda armado, intitula-se policial civil e agride fisicamente presos.
 
Eles também acusam Wallace de utilizar o registro de jornalista de outra pessoa junto à Delegacia Regional do Trabalho e Emprego do Amazonas (DRT-AM).
 
Hoje (14), o grupo de jornalistas foi ouvido pela Corregedoria do Sistema de Segurança Pública do Amazonas, que abriu processo administrativo para apurar todas as denúncias contra Wallace.
Veja documento BO
walace-2
Fonte do Blog do Zacarias 
ver mais notícias