Arrastões, assaltos nas universidades, insegurança e temor: De quem é a responsabilidade de cuidar da segurança dos Universitários?

Hoje eu Desço do Salto para a constante sensação de insegurança sentida pelos universitários de Manaus. Após o arrastão nas redondezas da Uninorte na última segunda-feira (25), ontem (27) foi a vez dos alunos da Universidade Nilton Lins.

As reclamações de insegurança dentro e fora das universidades são frequentes, mas as principais vítimas são as pessoas que saem da faculdade a noite e seguem para paradas de ônibus que muita das vezes são distantes das unidades e o caminho até elas muitas vezes são sem iluminação.

Após o episódio na Uninorte, a universidade se pronunciou dizendo que a segurança DENTRO das unidades é prioridade e frisou que o arrastão não foi dentro da faculdade e sim na rua. “A segurança fora das dependências da Uninorte é de responsabilidade do poder público.” Disse a Uninorte em nota.

Mas mesmo assim, ainda encontramos reclamações de alunos relatando furtos dentro da universidade.

Já para os alunos da Nilton Lins – que foram vítimas de arrastão na noite de ontem (27) – as coisas não são diferentes. 

“No dia 29 de maio (2015) ao sair de moto da faculdade, eu e minha mulher fomos surpreendidos por dois assaltantes ao parar no sinal da avenida Nilton Lins, os dois estavam armados e mandaram nós descermos da moto, até agora eu não consegui recuperar minha moto”, disse o estudante de Engenharia Civil Alexandre Lima.

Os dois pontos de ônibus da universidade são mal ilumidados e não é raro ver os alunos esperando sua condução afastados da parada para que caso haja algum arrastão, possam correr.

O responsável pelo campus Nilton Lins, Sr. Alves, falou do sentimento de insegurança dos alunos:

“Vocês irão de convir comigo que as paradas em frente a faculdade não são de nossa responsabilidade e sim da responsabilidade do poder público, porém, nem por isso nós deixamos de cuidar delas tomando algumas providências para que nossos estudantes se sintam mais seguros, tais como: iluminar todas as paradas de ônibus, colocar policiais à paisana infiltrados entre os alunos, bem como a instalação de câmeras de segurança nas paradas de ônibus”.

O Sr. Alves ainda disse que além de todo esse aparato para garantir a integridade física dos alunos, ainda há dentro do campus 1 carro, 2 motos e uma equipe grande de seguranças que garantem o bem estar dos acadêmicos.

Na última quarta-feira (27), dois bandidos foram presos após um arrastão nas paradas de ônibus da faculdade.

ver mais notícias