Ação conjunta dos senadores do Amazonas, trás para prefeitura um crédito de R$ 161 milhões, para Arthur trabalhar

O plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira, 17, autorização de operação de crédito externo entre Manaus e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de US$ 52 milhões (mais de R$ 161 milhões), para projeto de expansão e melhoria educacional. Matéria vai à promulgação. Na terça-feira, 16, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou a autorização para operação de crédito externo que beneficia Manaus.

Em Manaus, o dinheiro beneficiará a educação, com abertura de creches e escolas públicas. A mensagem foi aprovada com pedido de urgência e foi votada e aprovada no Plenário desta quarta.

A operação de crédito externo entre Manaus e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) será de até US$ 52 milhões e seus recursos serão destinados a financiar parcialmente o projeto de expansão e melhoria educacional da rede pública municipal. O relatório favorável foi feito pelo senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

O senador Eduardo Braga (PMDB-AM), autor do pedido de urgência, afirmou que o financiamento possibilitará a abertura de 6,5 mil novas vagas para a pré-escola e 1,2 mil vagas em creches, com a construção de sete creches, 13 centros municipais de educação infantil e 13 escolas de ensino fundamental.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou que a construção de creches é fundamental para Manaus, cidade que oferece menos vagas nessas instituições para as crianças. O senador Omar Aziz (PSD-AM) também louvou a aprovação do empréstimo e questionou se o dinheiro também servirá para substituir escolas alugadas em situação de degradação em Manaus. Braga confirmou que parte dos recursos terá esse destino.

Fonte: Agência Senado

ver mais notícias