Professora é presa após forjar o próprio sequestro

Após forjar o próprio sequestro, uma professora foi presa, nessa quarta-feira (10), em Sobral, no Ceará.

Daiane Souza Silva, de 23 anos, que é educadora de uma escola da rede municipal de ensino do município, pediu recompensa de R$ 2 mil pelo resgate. Também foi preso o cúmplice da mulher, que seria o dono do imóvel, Michel Platini Farias Rodrigues. A polícia, desde o início, desconfiou pelo fato de o valor ser baixo e a suposta vítima manter contato com a família por áudio.

De acordo com informações da polícia, ela ligou para a família e disse aos prantos que tinha sido sequestrada e que por isso não tinha chegado à casa do namorado. Só souberam do suposto sequestro no dia seguinte, por volta das 7h, quando a irmã dela foi até a delegacia registrar a ocorrência.
A polícia saiu em em busca de Daiane e a acharam no final do dia.

Em depoimento, Daiane disse que a família a menosprezava e que o sequestro era uma forma de fazê-los dar atenção a ela.

Os suspeitos vão responder pelo crime de extorsão qualificada. A pena varia de quatro a dez anos.

ver mais notícias