Produção rural tem prejuízo de mais de R$ 28 milhões com enchente no Amazonas


Manaus/AM-A enchente das calhas dos rios que cortam o Amazonas pode gerar o desabastecimento de algumas frutas e hortaliças no mercado local.

Nos primeiros meses do ano, já foram 5.954 toneladas de bananas perdidas, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam). Os prejuízos perdas na produção ultrapassam R$ 28 milhões, conforme o órgão.

De acordo com a Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), as perdas podem gerar aumento de presos de alguns produtos. Em 21 municípios, dos 32 que decretaram situação de emergência, o prejuízo na produção já chega a R$ 28.324.949,40, segundo levantamento do Idam. Iranduba e Manacapuru estão entre os mais afetados.

Além da banana, outras frutas e hortaliças contribuíram com as perdas mais representativas da produção agrícola do Amazonas. Foram 1.680 toneladas de couve que ficaram embaixo da água o que gerou o prejuízo de R$ 6.720.000,00. As plantações de cebolinha também sofreram com a cheia. Foram 328,8 toneladas de cebolinha perdidas e o prejuízo de R$ 4.932.675,00.

A  farinha de mandioca também sofreu queda da produção por conta da enchente. Foram 561,8 toneladas rio abaixo, com prejuízo de R$ 2.247.200,00 milhões. Os agricultores também registraram perdas de 894,6 toneladas no cultivo de abóbora, que representa um valor de R$ 1.341.825,00 milhões que deixarão de circular na economia. Somam-se em R$ 2.380.000,00 milhões os prejuízos com as 1.190,0 toneladas de maracujá perdidas.

O Instituto divulgou também que já foram 14,7 toneladas de hortaliças perdidas que representa o prejuízo de R$ 1.068.219,40.

ver mais notícias