Setor de serviços encolhe 4% em fevereiro

RIO – O volume do setor de serviços encolheu 4% em fevereiro na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou nesta quarta-feira o IBGE. No acumulado em 12 meses, o resultado da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) registrou baixa de 3,7%. Neste ano, a queda é de 4,5%. O cálculo do volume é obtido descontando a inflação da receita nominal.

O resultado de fevereiro ficou no vermelho, mas foi menos acentuado do que nos dois meses anteriores, quando o setor encolheu 5% em cada um deles. Já a receita nominal registrou alta de 1,9% em fevereiro, enquanto no acumulado em 12 meses houve avanço 1,2%, de acordo com os dados do IBGE. Em 2016, o crescimento foi de 0,9%.

O IBGE registrou queda no volume de vendas em todos os segmentos pesquisados: serviços prestados às famílias (-1,4%); de informação e comunicação (-5,3%); profissionais, administrativos e complementares (-4,3%), transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-2,0%) e outros serviços (-6,1%). Já o agregado especial das atividades turísticas registrou crescimento pelo segundo mês seguido: 1,3%, em fevereiro e 0,5%, em janeiro, contra queda de 1,6%, em dezembro.

Os serviços de informação e comunicação foi o o segmento que mais impactou a taxa da PMS em fevereiro, puxando o dado para baixo em 2,2 pontos percentuais. Em seguida aparecem os serviços profissionais, administrativos e complementares, com influência de -0,8 ponto percentual. A terceira pressão de baixa veio de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-0,6 ponto percentual), acompanhada por outros serviços (-0,3 ponto percentual) e serviços prestados às famílias (-0,1 ponto percentual).

ver mais notícias