Senado aprova nomes de diretores do Banco Central

BRASÍLIA – O plenário do Senado aprovou na tarde desta terça-feira os nomes dos quatro indicados pelo governo para compor a diretoria do Banco Central. A indicação de Reinaldo Le Grazie, para a diretoria de Política Monetária, foi aprovada com 53 votos a favor e nove contra. Foram duas abstenções. Tiago Couto Berriel, que ocupará a diretoria de Assuntos Internacionais, foi aprovado com 49 votos pró e apenas um contra. Houve uma abstenção. Carlos Viana de Carvalho, que vai para a diretoria de Política Econômica foi aprovado com 54 votos a favor e quatro contra, com uma abstenção. Isaac Sidney Menezes Ferreira, que irá para a diretoria de Relações Institucionais, foi aprovado com 51 votos a favor, dois contra e uma abstenção.

Os senadores também aprovaram a indicação de Henrique Balduíno Moreira para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com 53 votos a favor e cinco contra.

A indicação de Le Grazie enfrentou resistência dos aliados da presidente afastada Dilma Rousseff.

— Ele foi diretor do Bradesco, um dos sócios do banco. Qual independência dele para fiscalizar os bancos e o sistema financeiro? Nenhuma — disse Lindbergh Faria (PT-RJ).

O senador Armando Monteiro (PTB-PE), que foi ministro no governo de Dilma Rousseff, defendeu a indicação de Le Grazie.

— Ele está absolutamente habilitado para o cargo e tem competência técnica e profissional — disse Monteiro.

ver mais notícias