Senado adia votação do Super Simples para a próxima terça-feira

BRASÍLIA – Por falta de acordo, o Senado adiou para a próxima terça-feira a votação o projeto que atualiza os valores do Super Simples. O pedido de adiamento foi feito pelo PSDB, alegando que era preciso analisar melhor o texto. O texto em discussão prevê que a renda do MEI passará de R$ 60 mil para R$ 72 mil ao ano, e a microempresa de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões ao ano. Também é retirada do texto o reajuste automático da tabela a ser paga.

Mas o ponto da discórdia é sobre a questão de prazos para parcelamento. A Receita disse que haverá perdas com a proposta. Inicialmente, a proposta mudou o prazo para o pagamento de dívidas dos atuais 60 meses para 120 meses, mas a Receita reclamou da alteração. Agora, o texto mudou para 120 meses, nos dois primeiros anos, mas o governo ainda resiste.

ver mais notícias