Petróleo tipo WTI ultrapassa US$ 40 pela primeira vez desde dezembro

NOVA YORK – Os preços do petróleo aumentaram fortemente nesta quinta-feira e encerraram o pregão da Bolsa de Nova York no valor mais alto, ajudados pelo enfraquecimento do sólar que se somou ao contexto otimista com relação à uma possível baixa combinada entre os grandes produtores. O petróleo tipo WTI (mais comercializado no mercado americano) passou dos US$ 40 pela primeira vez desde dezembro, após os bancos centrais dos Estados Unidos e da Noruega sinalizarem a continuidade de estímulos para apoiar a demanda.

Um dólar mais fraco impulsiona a demanda de investidores por commodities precificadas na moeda americana. A produção de petróleo americana caiu ao menor nível desde novembro de 2014 e a oferta expandiu em 1,32 milhões, o menor ganho em cinco semanas, segundo relatório da Agência Internacional de Energia na quarta-feira.

O barril de WTI tem avançado desde que alcançou o menor nível em 12 anos no mês passado em meio à especulação da amenização do superávit global. A produção do gás de xisto americano está caindo e alguns dos maiores produtores mundiais, incluindo Arábia Saudita e Rússia, anunciaram na quarta-feira que vão se reunir em Doha em abril para debater o congelamento da produção de petróleo nos níveis recordes de janeiro.

O barril do WTI para entrega em abril, que já havia subido mais de US$ 2 no dia anterior, ganhou US$ 1,74 a US$ 40,20 na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o maior valor desde de dezembro do ano passado. Já o petróleo tipo Brent, avançou US$ 1,21, a US$ 41,54 por barril, após ter alcançado o pico neste ano de US$ 41,60.

— Alcançar US$ 40 atrai muita atenção porque é um bom número redondo — afirmou Rob Haworth, estrategista sênior de investimento no U.S. Bank Wealth Management, que gerencia US$ 128 bilhões em ativos. — Os níveis dos US$ 30 e US$ 50 são mais importantes em termos de decisões de investimento.

O Índice de Commodity da Bloomberg, que engloba 22 matérias-primas, avançou até 1,9% ao nível mais alto desde 7 de dezembro. Prata, café e o WTI foram os maiores ganhos no índice.

— Todas as commodities estão sendo ajudadas pelo dólar fraco — disse Haworht. — O anúncio conciliatório do Fed teve um impacto maior no dólar e nas commodities.

ver mais notícias