Para Meirelles, captação da Petrobras reduz necessidade de capitalização da estatal

BRASÍLIA – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, não descartou uma capitalização da Petrobras. Porém, segundo ele, a necessidade de uma ação do Tesouro, no momento, está praticamente afastada, devido ao sucesso na captação de US$ 6,7 bilhões, na última terça-feira, com o lançamento de bônus de cinco a dez anos no mercado internacional.

– Foi uma sinalização positiva – afirmou.

Perguntado sobre as estatais em geral, especialmente Petrobras e Eletrobras, o ministro disse que todas as empresas “estão no radar”. Ressaltou que, no caso da Petrobras, ele e sua equipe têm mantido contatos constantes com a direção da empresa.

– [Na captação] foi uma demanda bem maior. Conversei com a Petrobras e com o banco que organizou a emissão e com os participantes. Isso afasta a necessidade de capitalização – disse.

Meirelles disse que tem sido procurado por investidores e que projetos de investimentos têm sido retomados. Disse que, apesar das dificuldades, há espaço para melhora, mas admitiu que, antes de convencer o Congresso e a sociedade das medidas fiscais a serem tomadas, é preciso um acerto dentro do próprio governo.

– Não há dúvida de que o trabalho é difícil. Seria surpreendente se fosse fácil – afirmou.

ver mais notícias