Ministro da Fazenda diz que reforma da Previdência depende do quatro político

BRASÍLIA – O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou nesta segunda-feira que o governo vai manter as discussões sobre reforma no Fórum da Previdência, mas admitiu que o envio de uma proposta formal do governo ao Congresso vai depender da questão política.

— O governo vai avaliar qual o melhor momento de enviar sua proposta. Eu acredito que tem que haver uma proposta sobre como encarar seu maior gasto, mas vivemos um momento político conturbado. Por isso, a gente trabalha para ter respostas prontas para serem apresentadas quando o momento político permitir — afirmou Barbosa.

O ministro também voltou a afirmar que a economia pode ajudar a política, mas ressaltou que essa é uma via de mão dupla, em que a política também precisa ajudar a economia. Sobre a polarização política do momento, ele afirmou:

— Um debate onde todo mundo grita, ninguém ouve ninguém. Não é na base do grito, não é num diálogo de surdos que nós vamos resolver isso.

O ministro pontuou ainda que, apesar de a apreciação estar atrasada, o governo ainda conta com a aprovação da CPMF para fechar as contas em 2016.

— Infelizmente com a situação que hoje tem no Congresso, especialmente na Câmara, a apreciação está atrasada. Mas continuamos achando que essa é uma poupança necessária. Enquanto aprovamos as reformas necessárias para controlar as despesas, é necessário ter essa poupança.

ver mais notícias