Mercosul precisa se fortalecer para negociar com UE, diz secretário

WASHINGTON – Daniel Godinho, secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, afirmou na tarde desta terça-feira, em Washington, Estados Unidos, que o Mercosul precisa se fortalecer para negociar com a União Europeia e em outras frentes, como um futuro acordo com o Canadá. Ele não comentou o cancelamento da cúpula do Mercosul, anunciado nesta terça-feira por “problemas internos” no bloco.

— Nós vamos continuar trabalhando — disse ele quando foi questionado sobre o cancelamento da reunião de presidentes.

Questionado sobre o Brexit, ele disse que as negociações continuam:

— Nós perdemos um importante aliado, mas as negociações continuam. O Reino Unido sempre apoiou a negociação, e obviamente o Brexit pode causar algum impacto — disse ele após participar de um debate no Atlantic Council, lembrando que na semana passada houve uma reunião entre o Mercosul e a UE.

Godinho não comentou a queda do dólar, que fechou no menor patamar em onze meses, e como as perspectivas de queda ainda maior do câmbio podem afetar as empresas exportadoras. O secretário afirmou que as oscilações cambiais existem, mas o importante é focar no comércio, indicando que isso não gera preocupação.

— O atual patamar cambial favorece as exportações. Mas nós vivemos no regime de câmbio flutuante, estas alterações são mais que normais. Costumo dizer que o câmbio é pré-condição, mas temos que agregar outras políticas e estratégias — avaliou.

Godinho se reúne nesta quarta-feira com autoridades americanas e deve anunciar avanços nas negociações com os Estados Unidos para desburocratizar o comércio entre os dois países.

ver mais notícias