Medidas para tirar Brasil da crise não cabem no projeto de nenhum partido, diz Franco

SÃO PAULO — Estamos diante de um fracasso histórico tanto econômico quanto moral. Foi com esta frase que Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central, resumiu o atual cenário brasileiro nesta terça-feira durante evento do Instituto Millenium, do qual é presidente. Expressando bastante pessimismo, Franco disse que embora os economistas tenham “consenso absoluto” sobre o que fazer para retirar o Brasil da crise, as medidas necessárias “não cabem no projeto de nenhum partido”.

— Isso causa perplexidade. E, por isso, quem pode alterar o jogo é a força empresarial — afirmou.

O evento contou com a participação do economista Alexandre Schwartsman, do cientista político Carlos Pereira e do presidente da Riachuelo, Flávio Rocha. Embora intitulado de debate, os participantes foram bastante alinhados em seus discursos, criticando o governo e defendendo a troca da presidente Dilma Rousseff.

ver mais notícias