Justiça suspende por 180 dias todas as ações e execuções contra a Oi

RIO – Um dia depois de pedir recuperação judicial, a operadora de telefonia Oi acaba de conseguir liminar na Justiça suspendendo todas as ações e execuções judiciais contra a empresa por 180 dias. Em geral, essa suspensão vale a partir da aceitação do pedido de recuperação judicial, o que não ocorreu até agora.

A liminar foi protocolada junto com o pedido de proteção judicial na 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio. Quem a assina é o juiz titular da vara, Fernando Viana, que também decidirá sobre o futuro da companhia.

“Defiro o pedido de tutela de urgência, para determinar a suspensão de todas as ações e execuções contra as recuperandas, pelo prazo de 180 dias, de modo a evitar que constrições judiciais sejam realizadas no período compreendido entre o ajuizamento da presente recuperação judicial e o deferimento do seu processamento”, disse o juiz em sua decisão.

Três escritórios comandam a recuperação judicial: BMA – Barbosa, Müssnich, Aragão; Rosman, Penalva, Souza Leão e Franco; e Ana Tereza Basilio.

ver mais notícias