GM compra empresa de software para desenvolver carro autônomo

DETROIT – A General Motors está comprando a Cruise Automation, uma empresa iniciante de veículos autônomos de San Francisco, no mais recente movimento de uma gigante do setor automotivo para se aproximar do Vale do Silício na corrida pelo desenvolvolvimento de veículos autônomos.

A Cruise, com 40 funcionários, foi lançada em 2013 e arrecadou US$ 20 milhões em capital até o momento, disse o fundador Kyle Vogt à Reuters. GM e Cruise não revelaram o valor da aquisição. O site de tecnologia Re/code, citando fontes, disse que a GM pagou US$ 1 bilhão . Um porta-voz da GM não quis comentar o número.

— Nós comprometeremos recursos consideráveis para recrutar e aumentar a capacidade da equipe — disse o presidente da GM, Dan Amman. — Nossa posição é que a tecnologia autônoma será demonstravelmente mais segura que o condutor humano.

A meta da GM é usar a tecnologia da Cruise e seu pessoal para acelerar os planos de lançar veículos autônomos, potencialmente como parte de frotas de veículos compartilhados, “assim que possível”, disse Ammann. Ele não forneceu um prazo para isso.

É o terceiro investimento importante da GM no setor de novos transportes. A companhia já injetou US$ 500 milhões na Lyft, serviço de táxis fretados mediante aplicativo móvel, e começou um serviço similar em Ann Arbor, em Michigan, que planeja expandir em outras cidades.

FORD: UNIDADE DE SERVIÇOS DE MOBILIDADE

A Ford Motor está criando uma nova subsidiária para ampliar os esforços para lucrar com serviços de transporte em meio ao movimento das grandes montadoras e fornecedoras de autopeças para comprar ou criar a capacidade vender serviços de transportes e lucrar com conexões digitais de alta velocidade para veículos e automóveis autônomos.

O comando da nova unidade, a Ford Smart Mobility LLC, será de Jim Hackett, ex-presidente-executivo da Steelcase, gigante de mobílias para escritório de Michigan. A divisão pode investir em empresas de serviços de transporte, mas não é somente um fundo venture capital, disse o presidente-executivo da Ford, Mark Fields, em uma entrevista nesta sexta-feira.

— A atribuição deles é projetar, construir, desenvolver e em alguns casos investir em novos serviços de mobilidade — disse.

Fields não revelou qual será o capital da subsidiária.

— Nós queremos ser líderes e dedicaremos o capital apropriado — disse Fields.

Hackett, atual membro do conselho da Ford, deixará o conselho para se tornar presidente do conselho da Ford Smart Mobility, disse a Ford. Como presidente-executivo da Steelcase entre 1994 e 2013, Hackett liderou uma reestruturação da empresa de mobílias para escritório e criou laços com muitas empresas do Vale do Silício que compravam seus produtos para os escritórios.

ver mais notícias