Exterior e intervenção do BC fazem dólar subir 1,69%, a R$ 3,593

RIO E SÃO PAULO – O dólar comercial segue o movimento externo da divisa e opera em alta nesta sexta-feira. Às 11h48, a moeda americana era negocia a R$ 3,591 para compra e a R$ 3,593 para venda, valorização de 1,69% ante o real. Também contribui para essa alta a atuação do Banco Central (BC), que voltou a atuar no mercado com a oferta de contratos de “swap cambial reverso”. Já a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registra queda de 1,24%, aos 52.965 pontos.

O BC ofertou nesta manhã 20 mil contratos de swap reverso, que possuem efeito de compra da moeda no mercado futuro, contribuindo para a alta da moeda. Essa atuação teve como efeito a retirada de quase US$ 1 bilhão do mercado.

No exterior, a divisa também opera pressionada. O “dollar index”, calculado pela Bloomberg e que mede o comportamento do dólar frente a uma cesta de dez moedas, tem alta de 0,28%.

Na máxima do pregão, a divisa já chegou a R$ 3,595. Os investidores seguem de olho no cenário político e no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No entanto,

AÇÕES DA VALE DESPENCAM

Após acumular uma alta em torno de 40% no mês, as ações da Vale despencam nesta sexta-feira. Os papeis preferenciais (PNs, sem direito a voto) da mineradora recuam 5,21% e os ordinários (ON, com direito a voto) recuam 7,81%. A bolsa chinesa de commodities anunciou um aumento nas taxas de negociação, o que afeta o preço do minério de ferro.

Já as ações da Petrobras operam com ganhos, seguindo o mercado externo, onde o petróleo do tipo Brent sobe 1,17%, a US$ 45,05 o barril. Os papéis preferenciais da estatal estão sendo negociados em alta de 3,69%, cotados a R$ 9,83, e os ordinários sobem 5,99%, a R$ 13,08.

No exterior, o pregão também é de volatilidade. Na Europa, os principais índices do mercado acionário operam em queda, refletindo a preocupação com o sistema financeiro chinês, que pode precisar de uma injeção de liquidez. O DAX, de Frankfurt, cai 0,29% e o FTSE 100, de Londres, recua 0,90%. Já o CAC 40, da Bolsa de Paris, tem pequena variação negativa de 0,085. Nos Estados Unidos, Dow Jones e S&P 500 registram leves altas de, respectivamente, 0,14% e 0,10%.

ver mais notícias