Estatal russa de energia nuclear investe agora em energia eólica

RIO – A Rosatom, estatal russa do setor de energia nuclear, vai investir em energia eólica, uma das fontes renováveis que mais crescem no mundo. Segundo o diretor de negócios globais da companhia, Kirill Komarov, serão empregados cerca de US$ 1,3 bilhão no desenvolvimento de energia eólica com o objetivo de gerar 610 megawatts até o fim de 2020. Para isso, a companhia vai investir em instalações para fabricar equipamentos para turbinas eólicas. A estatal pretende atuar no segmento da mesma forma em que já opera na área nuclear – fabricação, desenvolvimento e administração.

– A energia eólica exige a mesma abordagem de ciclo completo, assim como a energia atômica – disse Komarov.

Até o fim deste ano a Rosatom vai definir onde serão instaladas as turbinas. A empresa vai começar com 150 megawatts em 2018 e aumentar progressivamente. Komarov adiantou que a decisão em relação ao financiamento do projeto será tomada ainda este ano e que até dezembro serão anunciadas oito empresas que atuarão como parceiras tecnológicas e potenciais co-investidoras.

A expectativa da Rosatom é que a empresa seja capaz de suprir de 70% a 75% do mercado russo para eólicas. Komarov já adiantou que a empresa pretende, no futuro, exportar os equipamentos.

ver mais notícias