Em 2015, trabalhadores tiveram o menor reajuste salarial em 11 anos

SÃO PAULO — O reajuste salarial médio obtido pelos trabalhdores em 2015, de 0,23% em termos reais, foi o menor desde 2004 (0,61%). Em 2014, o aumento real foi de 1,34%. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e foram divulgados nesta quarta-feira, em São Paulo.

Para chegar ao número, o Dieese considerou os reajustes de 708 unidades de negociação da indústria, comércio e serviços. Os dados revelam que cerca de 52% dos reajustes salariais apresentaram ganhos, ficando acima da inflação medida pelo INPC, 30% tiveram valor equivalente e 18% ficaram abaixo.

Desde 2004, segundo o Dieese, não se observava resultado tão desfavorável para os trabalhadores. Naquele ano, cerca de 19% dos reajustes considerados ficaram abaixo do inflação, 26% tiveram valor igual e 55% resultaram em ganhos reais aos salários, patamares muito próximos ao observado em 2015.

— Em 2015, além de uma conjuntura econômica extremamente adversa com indicadores gerais muito negativos, tivemos um salto da inflação — explicou José Silvestre Prado de Oliveira, coordenador de Relações Sindicais do Dieese.

ver mais notícias