Economia encolheu 3,8% em 2015, pior resultado desde 1990

RIO – A atividade econômica brasileira encolheu 3,8% em 2015. Esta é a queda mais forte do Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país) registrada pelo IBGE desde 1990, quando a economia encolheu 4,3%. O último resultado negativo havia sido registrado em 2009 (-0,1%), no auge da crise econômica mundial. Em 2014, o PIB teve leve alta de 0,1%.

O resultado não surpreendeu. A mediana das análises de economistas compiladas pela Bloomberg apontava uma queda de 3,9%, enquanto o último relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na segunda-feira, indicava queda em patamar semelhante, de 3,8%. O índice atividade econômica do BC, o IBC-Br, divulgado pela autoridade monetária em meados de fevereiro e que serve de termômetro para o PIB, recuou 4,1% no ano passado e foi o mais baixo da série histórica, iniciada há 13 anos.

E, se as previsões do mercado para a atividade econômica em 2016 se confirmarem, o país terá um segundo ano seguido de recessão. Se isso ocorrer, será a primeira vez que o país registrará dois anos consecutivos de contração na economia, de acordo com a série do IBGE, iniciada em 1948. Todas as seis vezes em que o país fechou o ano com PIB negativo foram sucedidas por uma rápida recuperação nos anos seguintes.

Colaborou Luis Guilherme Julião, estagiário sob supervisão de Lucila de Beaurepaire

ver mais notícias