Dificuldades são ‘maiores do que podem imaginar’, diz Temer

BRASÍLIA – O presidente interino Michel Temer disse em seu Twitter nesta sexta-feira que pegou o Brasil em dificuldades “maiores do que podem imaginar” e que o governo interino não vai fazer “nada contra os trabalhadores”.

“Pegamos o país em grande dificuldades. Elas são maiores do que vocês podem imaginar”, escreveu, e completou criticando o governo afastado de Dilma Rousseff por ter dificultado a transição: “Quando assumimos não tivemos transição. Não tivemos portas abertas”.

Temer também garantiu que não tomará ações contra trabalhadores. Ele publicou essas frases enquanto recebe centrais sindicais no Palácio do Jaburu.

Na próxima segunda-feira, as centrais devem voltar a se reunir com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. As discussões se aproximam de um mês — prazo que o governo estipulou para fechar uma proposta de reforma previdenciária.

Os prognósticos para o Planalto não são bons. As centrais não querem pontos centrais da reforma, como redução da idade mínima e validade das novas regras para quem já está no mercado de trabalho. Atrelada ao governo afastado de Dilma, a CUT se recusou a participar das negociações.

ver mais notícias