Conselhos da BM&Bovespa e Cetip aprovam fusão das duas empresas

SÃO PAULO – Os Conselhos de Administração da BM&FBovespa e da Cetip divulgaram fato relevante nesta sexta-feira, após o fechamento do mercado financeiro, informando que foram aprovadas as bases financeiras para a fusão das duas companhias. A decisão será agora submetida aos acionistas em assembleia. O Banco Central também terá que dar seu aval à operação, assim como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) .

A combinação dos negócios das duas empresas representará a criação de uma empresa de R$ 40 bilhões em valor de mercado e com capacidade para competir “em um mercado global cada vez mais sofisticado e desafiador”, diz o comunicado. O negócio acontece num momento delicado para o mercado de capitais, influenciado negativamente pela crise política que afeta o desemprenho da economia

De acordo com o fato relevante, com a reorganização societária, a BM&FBovespa será a titular de todas as ações emitidas pela Cetip. A relação de troca será de uma ação ordinária da Cetip por 0,8991 ação ordinária da BM&FBovespa, mais um pagamento em dinheiro de R$ 30,75 por papel, a ser feito à vista, em até 40 dias. Segundo o documento divulgado, os atuais acionistas da Cetip, ficarão com 11,8% do capital social da BM&FBovespa após a realização da operação.

O número de integrantes do Conselho de Administração, segundo o fato relevante, subirá de 11 para 13, pelos próximos dois anos, e ele serão indicados pela Cetip. Essa proposta também deverá passar pela aprovação da assembleia de acionistas.

O principal acionista da Cetip é a ICE, empresa que comrprou Nyse Euronext, controladora da Bolsa de Nova York. A ICE tem 12% da Cetip e os demais papéis estão em circulação no mercado. A Cetip é um empresa depositária de títulos, criada em 1984 para dar segurança e agilidade às operações do mercado financeiro. A Cetip tem hoje 15 mil participantes que utilizam seus serviços de depósito e custódia de títulos.

ver mais notícias