Conglomerado chinês oferece US$ 12,9 bi para comprar rede hoteleira Starwood

RIO – O conglomerado de seguros chinês Anbang Insurance fez uma oferta não vinculante para adquirir a rede hoteleira americana Starwood Hotels & Resorts. A ação desafia a rede concorrente Marriott International, que fez uma proposta à empresa em novembro. A compra tem valor estimado de US$ 76 por ação em dinheiro, o que totalizaria US$ 12,9 bilhões com base em estimativas de seus 170 milhões de papéis, informou a Starwood em comunicado nesta segunda-feira.

Apesar de a rede americana não ter identificado o Anbang, a Marriott afirmou em declaração separada que o grupo chinês lidera um consórcio de investidores (Primavera capitais e JC Flowers) que fez a proposta, e confirmou que vai manter sua posição.

Consultada pela AFP, a Anbang não quis comentar a oferta. Já a Starwood afirma ter “recebido em 10 de março uma oferta não vinculante de parte de um consórcio para adquirir todas as ações comuns em circulação da Starwood em US$ 76 dólares por ação”.

A proposta chinesa pode lançar uma batalha para a Starwood (operadora de marcas do setor como St. Regis, W, Westin, Le Méridien e Sheraton), que concordou em ser comprada pela Marriott em novembro por US$ 12,2 bilhões. A oferta da Marriott, que avaliou a empresa em US$ 72,08 por ação quando foi feita, agora vale US$ 63,74 por papel, com base no preço médio de 20 dias do título da Starwood até 11 de março.

O grupo Anbang tem feito investidas em hotéis americano, começano no ano passado pela compra recorde de US$ 1,95 bilhão da marca Waldorf Astoria. A seguradora também fechou acordo para comprar por US$ 6,5 bilhões a Strategic Hotels & Resorts, do fundo Blackstone, operadora de 16 hotéis de luxo.

Tim Craighead, diretor de pesquisa para Ásia da Bloomberg Intelligence, afirou que a nova oferta é “um desenvolvimento muito surpreendente”, já que o acordo com a Marriott parece estar fechado.

— Qualquer quadro (executivo) precisa considerar: quero US$ 76 em dinheiro agora ou algo em torno de US$ 65 no valor atual da ação da Marriott que tem potencial para crescer? — afirmou o especialista. — É a decisão que a Starwood precisa tomar.

Para o Anbang, “ter um portfólio de marcas de hotéis permitiria a companhia participar na base crescente de viagens domésticas e internacionais que é um efeito colateral da emergente classe consumidora chinesa”, disse Craighead.

ver mais notícias