Comércio tem melhor desempenho desde julho de 2013 e cresce 1,2% em fevereiro

RIO – Fevereiro surpreendeu e foi um mês de desempenho bom do varejo. As vendas registraram alta de 1,2% na comparação com janeiro, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) divulgados nesta terça-feira pelo IBGE. O resultado foi o melhor na passagem de um mês para o outro desde julho de 2013, quando houve expansão de 3%.

Já frente a fevereiro do ano passado, o volume de vendas caiu 4,2%. Foi a 11ª vez seguida em que houve variação negativa nessa comparação, mas a taxa foi menos acentuada no que em janeiro (-10,3%). Em 12 meses, o volume de vendas acumula perda de 5,3%. No ano, a queda é de 7,6%.

Já a receita das vendas do comércio ficou no campo positivo em todas as comparações. De janeiro para fevereiro cresceu 1,3%; frente ao mesmo mês do ano passado, a alta foi de 7,3%; enquanto no acumulado em 12 meses, o crescimento foi de 3%. No ano, a expansão da receita é de 3,9%.

O varejo ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e de material de construção, cresceu 1,8% no volume de vendas na passagem de janeiro para fevereiro. A receita nominal tambérm subiu (2,9%). Frente ao mesmo mês do ano, as vendas caíram 5,6%, enquanto a receita cresceu 3,3%. No acumulado dos últimos 12 meses, as perdas foram de 9,1% e 1,8%, respectivamente. Em 2016, o recuo no volume foi de 10,1%, já na receita foi de 1,3%.

Em 2015, após 11 anos de crescimento ininterrupto, as vendas do varejo fecharam com uma queda de 4,3% — a pior da série iniciada em 2001 e o primeiro recuo desde 2003, quando o volume de vendas encolheu 3,7%. No acumulado em 12 meses, a taxa foi a pior desde novembro de 2003 (-4,6%).

ver mais notícias