CMN permite que brasileiros abram conta corrente e caderneta de poupança pela internet

BRASÍLIA – O Conselho Monetário Nacional (CMN) permitiu que brasileiros abram conta corrente e caderneta de poupança pela internet. Até esta segunda-feira, os novos correntistas tinham de ir à agência para conseguir iniciar o relacionamento com uma instituição financeira. Segundo o Banco Central, a ideia é agilizar o procedimento e também aumentar a segurança.

A chefe do departamento de normas do BC, Sílva Marques, argumenta que, para abrir uma conta, era necessário apenas levar um documento às agências e que isso não era garantia de que o papel era verdadeiro ou não. Agora, de acordo com ela, as instituições poderão fazer novas exigências e checagem de dados.

Sílvia deu exemplos do que os bancos podem fazer para evitar fraudes e lavagem de dinheiro, como verificar o local onde está o novo cliente por meio de GPS; analisar quanto tempo existe a conta de e-mail do cidadão; fazer reconhecimento facial, de voz ou exigir certificação digital; e até exigir que a pessoa faça movimentos específicos para completar as transações.

— Pode até dificultar (fraudes), porque o cidadão leva para a agência um só documento. Agora, vamos ter mais mecanismos de controle.

ver mais notícias