Câmara de Comércio Exterior terá diplomata na secretaria-executiva

BRASÍLIA – Mesmo não sendo da carreira, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, quer colocar diplomatas nos principais postos ligados às áreas econômica e comercial, a começar pela Câmara de Comércio Exterior (Camex) que terá como secretária-geral Tatiana Rosito, até então assessora especial do Ministério do Planejamento, no lugar de Anamelia Seyffarth. Antes ligada ao MDIC, a Camex passou para o Palácio do Planalto, mas sua secretaria-executiva agora está no Itamaraty.

A Agência de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil) será presidida por Roberto Jaguaribe, hoje embaixador na China, com larga experiência em promoção comercial. A Apex é presidida por David Barioni.

Serra também colocará o embaixador Sergio Amaral, ex-ministro da Indústria e Comércio no governo Fernando Henrique Cardoso, na embaixada do Brasil em Washington. Amaral terá papel fundamental no fortalecimento do Brasil com os Estados Unidos.

O ministro também quer dois secretários-gerais: Sergio Danese, que já estava no cargo; e Marcos Galvão, atual chefe da delegação brasileira na Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra, na Suíça.

O grande desafio de Serra é correr atrás de acordos comerciais. As prioridades são EUA, Argentina, Aliança do Pacífico (bloco formado por Chile, Colômbia, Peru e México), Ásia, União Europeia e Oceania.

ver mais notícias