BNDES pode financiar médias e pequenas empresas, diz Jucá

RIO – O ministro do Planejamento, Romero Jucá, que tem o BNDES sob o seu guarda-chuva, espera que a nova presidente do banco Maria Silvia Bastos, anunciada nesta segunda-feira, se integre à proposta do governo para a instituição, de maior investimento, inclusive em financiamento de médias e pequenas empresas:

— O nome da Maria Silvia é experiente, preparado. É uma técnica de alto nível. Temos as condições de financiar médias e pequenas empresas de modo a permear um processo de desenvolvimento mais igualitário.

O ministro disse, ainda, que o banco de fomento tem um papel importante no processo de concessões e pretende que ele atue ainda mais na ampliação das parcerias público privadas.

Outra contribuição esperada de Maria Silvia é aos programas de concessão e venda de ativos de empresas públicas, parte importante do projeto econômico de Michel Temer. Ela já trabalhou com o tema em profundidade, quando era assessora especial para Assuntos de Desestatização do BNDES. Só a BNDESPar, tem em carteira R$ 44,5 bilhões em 116 empresas de diversos setores. Jucá disse, no entanto, que a venda dos ativos ainda será discutida:

– Nós vamos discutir ainda a ideia de que os ativos do governo federal possam ter efeito multiplicador na atividade econômica e possam alavancar investimentos sem precisar efetivamente serem vendidos ou impactar o gasto primário.

O banco, apesar de ter registrado lucro de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre deste ano, viu seu braço de investimento, o BNDESPar, amargar prejuízo de R$ 1,8 bilhão no período, ante perda de R$ 900 milhões em igual período do ano passado. O desempenho foi efeito direto do resultado das baixas contábeis na Petrobras, de R$ 2,6 bilhões.

ver mais notícias