Bendine diz ao Conselho da Petrobras que decisão sobre gasolina não foi tomada

RIO – Após a Petrobras planejar uma possível queda nos preços da gasolina e do diesel, o que provocou uma reação dos membros do Conselho de Administração da estatal, o presidente da companhia, Aldemir Bendine, encaminhou na tarde desta segunda-feira um email para todos os membros do Conselho. Na mensagem, Bendine diz que “não houve qualquer decisão tomada no sentido de ajustar preços dos principais derivados”.

A mensagem foi encaminhada após o presidente do Conselho, Nelson Carvalho, ter cobrado explicações ao executivo no último domingo, conforme revelou O GLOBO em sua edição hoje.

No e-mail, Bendine diz que “diante do noticiário dos últimos dois dias sobre nossa política de preços, gostaria de deixar clara a posição que temos sobre o tema. É dever desta diretoria monitorar permanentemente a composição de todos os nossos custos e também o comportamento do mercado. São estes os fatores que norteiam nossa política de preços. Não há qualquer tipo de politização deste tema. Estamos todos aqui, diretores e conselheiros, com o objetivo de atender única e exclusivamente os interesses da Petrobras”.

Em outro trecho, Bendine citou a queda nas vendas da gasolina e do diesel no Brasil.

“A retração do mercado consumidor — depois de perdermos 9% das vendas em 2015 e começarmos o ano de 2016 com uma queda de cerca de 10% — causou o debate se a redução nos preços poderia influenciar na contenção dessas perdas. Não houve qualquer avanço além disso — apenas um debate sobre a elasticidade do mercado neste momento e seus efeitos na nossa estratégia de preços e nos nossos resultados”.

ver mais notícias