Balança comercial acumula superávit de US$ 6,7 bilhões em 2016

BRASÍLIA – Com as importações em queda livre, a balança comercial brasileira acumulou um superávit de US$ 6,669 bilhões de janeiro até a semana passada, informou nesta segunda-feira o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No mesmo período do ano passado, havia um déficit de US$ 6,283 bilhões.

Nas três primeiras semanas de março, a balança apresentou um saldo positivo de US$ 2,705 bilhões, com exportações de US$ 9,913 bilhões e importações de US$ 7,208 bilhões. A média diária exportada, de US$ 708,1 milhões, teve uma queda de 8,3% ante o mesmo mês de 2015. Já a média diária importada, de US$ 514,8 milhões, caiu 31,4%.

Em relação a março do ano passado, as maiores reduções nas vendas externas ocorreram com ferro fundido, celulose, motores para automóveis, laminados planos de ferro/aço, veículos de carga, aviões, minério de ferro, petróleo em bruto e café em grãos.

Nas importações, os principais decréscimos se deram com siderúrgicos, combustíveis e lubrificantes, equipamentos eletroeletrônicos, automóveis e produtos químicos. A diminuição dos gastos no exterior se devem, basicamente, a dois fatores: a recessão na economia brasileira e a valorização do dólar em relação ao real, que torna as compras externas mais caras.

ver mais notícias