Abrasce sugere fechamento facultativo de shoppings no próximo domingo

RIO – A Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) afirmou nesta quarta-feira que sugere que funcionamento das lojas nos centros comerciais do país seja facultativo no próximo domingo — dia da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara dos Deputados. Manifestações pró e contra o impedimento da mandatária estão marcados para a data.

Segundo nota da entidade representante do setor, a sugestão visa autorizar, por parte dos lojistas que desejarem, a liberação dos funcionários para participar das manifestações.

“Como entidade que representa o setor de shoppings, a Abrasce entende que a grave crise política e econômica do país tem acarretado no aumento do desemprego, fechamento de empresas e em diversos pedidos de recuperação judicial, com consequentes efeitos colaterais para o setor de serviços e industrial”, disse o comunicado.

Antes da divulgação da nota oficial da entidade, o Sindicato dos Lojistas do Comércio de Niterói (Sindilojas Niterói) repudiou a sugestão da Abrasce, considerada “como um alegado protesto pelo fraco desempenho da economia nacional”.

Em nota, o presidente do sindicato, Charbel Tauil, afirmou que não será com as portas fechadas do comércio “que a economia vai melhorar”.

“Shoppings são empreendimentos privados, de vendas e lazer para o consumidor, e não espaços públicos para manifestação política”, sustentou Tauil. “Os lojistas já pagam muito caro, todos os meses, para manter funcionando a estrutura dos shoppings. Se querem mesmo estimular a economia, os administradores desses espaços poderiam começar cortando suas muitas gorduras ─ como por exemplo a cobrança do imoral ’14º aluguel’, que tanto desespera os pequenos empreendedores”.

ver mais notícias