Secretário 'foge' de debate, mas deputada Alessandra segue cobrando investigação na saúde do Amazonas

No dia em que o secretário Pedro Elias faltou pela quarta vez a uma visita agendada na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) continuou firme em sua luta pela instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caos instalando na saúde pública do Amazonas.deputada-alessandra-critica-secretario-pedro-elias-foto-1-by-christianSem meias palavras, a parlamentar da oposição subiu o tom do discurso na sessão desta terça-feira, 11 de outubro, e chamou o titular da Susam de “fujão” e “medroso”. Pedro Elias seria questionado pela oposição a respeito das investigações da Operação Manaus Caminhos, que desbaratou uma organização criminosa que desviou mais de R$ 120 milhões do Fundo Estadual de Saúde.

“O secretário Pedro Elias, além de não comparecer à Assembleia, de fugir, e essa é a quarta vez que ele faz isso, ele sequer dá satisfação. O que acontece é que hoje a Casa está ajoelhada aos pés da Susam e não tem sequer poder algum de convocar um secretário. Essa é a realidade da Assembleia hoje, infelizmente. Eu vou continuar aqui tentando as assinaturas para a CPI e esperando que o secretário venha”, comentou Alessandra, destacando que outros quatro parlamentares já assinaram o pedido de CPI: José Ricardo Wendling (PT), Luiz Castro (Rede), Vicente Lopes (PMDB) e Wanderley Dallas (PMDB).

Alessandra lamentou a não adesão dos outros parlamentares no pedido de CPI. Ela também criticou o fato de a base governista estar se revezando na tentativa de minimizar as críticas feitas por ela à gestão do governador José Melo na saúde.

“Enquanto tem gente morrendo nos hospitais, todo dia alguém da base do Governo sobe na tribuna para me atacar. Cada dia é um deputado para ir contra a CPI, tipo um revezamento. Eu quero ver a mesma indignação contra os desvios apontados pela Operação Maus Caminhos e contra as mortes que estão acontecendo nas unidades de saúde do Estado justamente por causa da corrupção”, disparou Alessandra.

A corrupção faz mais uma vítima…

Em seu duro pronunciamento, a deputada trouxe à tribuna mais um exemplo de como a corrupção na saúde está fazendo vítimas no Amazonas. No último sábado, 8 de outubro, a adolescente Ana Gabriele dos Santos Oliveira, de 16 anos, morreu na Maternidade Ana Braga, após complicações no parto – ela peregrinou por mais de um mês em unidades de saúde antes de ir a óbito.

Os pais da jovem, Ana Cláudia Vieira dos Santos e Raysandro Prestes de Oliveira, estiveram na Assembleia para denunciar o caso na Comissão da Mulher. A deputada conversou com eles e garantiu toda assistência jurídica para encaminhar o caso ao Conselho Regional de Medicina e Ministério Público do Amazonas.

 

ver mais notícias