Marta Suplicy alfineta Fernando Haddad durante entrevista a Amaury JR

“Quem diz que é por causa dos 50 Km/h não mostra nenhum estudo. De qualquer jeito, a primeira coisa, se eu for eleita, é acabar com os 50 Km, isso não cabe na cidade”

A pré-candidata a prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, foi entrevistada pelo apresentador Amaury JR. e confirmou ter deixado o PT quando descobriu o que estava acontecendo nos bastidores do partido. “Quando eu vi que era um recurso público na veia do partido para manter uma estrutura de poder sem projeto pro Brasil, eu olhei no espelho e falei: O que eu estou fazendo aqui? Eu não tenho nada a ver com isso, nada a ver com corrupção e vou embora daqui!” E foi isso que aconteceu.

Com relação a presidente Dilma, Marta a aconselhou a renunciar. “Ela deveria renunciar ou o impeachment para o bem do Brasil. É o Brasil que está em jogo”. A Pré-candidata ainda afirmou que não vê mais condições da presidente governar, já que está politicamente isolada com a ruptura do partido, o que torna impossível qualquer aprovação no Congresso.

Marta é a única pré-candidata pelo PMDB à prefeitura de São Paulo e alfinetou o atual prefeito Fenando Haddad, que recentemente passou para mão dupla uma das principais vias da cidade, a Avenida Brigadeiro Luis Antonio. “Tivemos 586 Km de congestionamento como um todo graças a essa maluquice da Brigadeiro Luis Antonio, que é parecida com a redução da velocidade da marginal. As pessoas estão muito insatisfeitas com a via expressa porque São Paulo é uma cidade frenética, dinâmica, não dá para andar a 50KM”. Ela questiona também os dados apresentados pelo prefeito com relação a redução de acidentes: “Quando ele se refere a diminuição de acidentes, de mortes, eu também duvido. Saiu uma informação que os pedágios tiveram uma perda de 15%, o consumo de combustível diminuiu também. As pessoas estão saindo menos com o automóvel porque estão querendo gastar menos por causa da possibilidade do desemprego e estão deixando o carro em casa. Quem diz que é por causa dos 50 Km/h não mostra nenhum estudo. De qualquer jeito, a primeira coisa, seu eu for eleita, é acabar com os 50Km, isso não cabe na cidade.

A entrevista com a pré-candidata à prefeitura de São Paulo irá nessa quarta-feira (02/03), a partir das 00h30, na Rede TV.

ver mais notícias